sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Livro: Cadu e as histórias de Bantu

Sobre o livro: A autora Alexandra Barcellos nesta obra Cadu e as histórias de Bantu apresenta ao público juvenil as raízes afro-brasileiras, pouco exploradas na literatura específica para esta faixa etária, situando a narrativa no vilarejo mítico e sugestivo de africanidade Bantu, aonde o protagonista Cadu dotado pelas asas da imaginação, vivencia peripécias repletas de aprendizagem por entre o ondular de coqueiros e a presença do mar.

Leiam o restante da resenha do livro na fonte abaixo...

Fonte: Portal Capoeira

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

20 de Novembro - Dia da Consciência

Clique na imagem para ampliar
O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de Novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.
A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Apesar das várias dúvidas levantadas quanto ao caráter de Zumbi nos últimos anos (comprovou-se, por exemplo, que ele mantinha escravos particulares) o Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro em 1594.
Algumas entidades como o Movimento Negro organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.
Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.
O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos; até então, o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de Maio, Dia da Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a "generosidade" da princesa Isabel, ou seja, ser uma celebração da atitude de uma branca.
A semana dentro da qual está o dia 20 de Novembro também recebe o nome de Semana da Consciência Negra. 

História do Dia Nacional da Consciência Negra
Data estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhido 20 de Novembro, pois foi neste dia em 1695 que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.
A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representa a luta do negro contra a escravidão no período Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo. 

Importância da Data
A criação desta data serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira.
A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão.
Sempre ocorreu uma valorização dos personagens históricos de cor branca, como se a história do Brasil tivesse sido construída somente pelos europeus e seus descendentes. Imperadores, navegadores, bandeirantes, líderes militares entre outros são considerados hérois nacionais. Agora temos a valorização de um líder negro em nossa história e, esperamos, que em breve outros personagens históricos de origem africana sejam valorizados por nosso povo e por nossa história. Passos importantes estão sendo tomados neste sentido, pois nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Memórias do Recôncavo: Besouro e outros capoeiras - direção Pedro Abib


Documentário de Pedro Abib, lançado em 2008, que aborda a capoeira num de seus prováveis locais de surgimento no Brasil: o Recôncavo Baiano. Retrata também a história de um de seus mais lendários personagens: Besouro Mangangá.

Fonte: YouTube

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Capoeira Arte ou Luta?

Se toda luta é uma arte marcial, podemos afirmar que sim, a capoeira é uma luta, com componentes artísticos e lúdicos que a compõem com estruturas tão dinâmicas e versáteis, que vai do trabalho físico, ao comportamental e emocional, atingindo a sua máxima com a peculiaridade de trabalhar a psicomotricidade com a musicalidade e instrumentalização, proporcionando um aproveitamento global do individuo.

Leia o restante da postagem na fonte abaixo...

Fonte: Portal Capoeira

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Nota de Falecimento: Mestre Gildo Alfinete

Gildo Lemos Couto (Mestre Gildo Alfinete), nascido no bairro de Tororó, em Salvador, iniciou-se na capoeira aos 18 anos com Mestre Pastinha, na Joana Angélica, e passou a treinar com o mesmo no Pelourinho. Participou de diversas viagens com o Mestre Pastinha: Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre e no Festival Mundial de Artes Negras (Dakar Senegal). Participou da refundação da ABCA na década de 1990 e foi um dos grandes responsáveis pela cessão da sede que a Associação ocupa hoje.

Mais informações na fonte abaixo...

Fonte: Coletivo Capoeira

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Capoeira é tema de reportagem especial da Rádio Senado

O que é a capoeira? Uma luta? Uma dança? Um esporte? Ou quem sabe seja uma brincadeira. Talvez a capoeira seja um pouco de tudo isso. O que podemos afirmar é que a capoeira é uma forma de resistência, uma forma de expressão cultural. É, acima de tudo, história brasileira.

A Capoeira consegue unir dois aspectos importantes para a construção da cidadania: a formação cultural e a socialização.

São esses aspectos que vão ser apresentados na Reportagem Especial “Capoeira: Cultura e Ação Social”. Você vai acompanhar entrevistas com mestres de Capoeira, professores da educação básica e dos centros de ensino especial do Distrito Federal, crianças e pais, todos mostrando a importância da Capoeira na formação da cidadania.

Leiam o restante da postagem e procurem o restante da reportagem no link abaixo...

Fonte: Portal Capoeira

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Bahia: Vandalismo e Desrespeito ao Grande Mestre

Obra em homenagem a capoeirista é atacada

O monumento em homenagem a mestre Bimba foi vandalizado no dia 31 de agosto, conforme a Fundação Gregório de Mattos. Da peça foi retirado o medalhão com a efígie do lendário capoeirista. A obra é de M. Kruchewsky e foi instalada em 1982, feita em bronze com a técnica da fundição.

A peça tem a seguinte descrição: “O monumento é composto de placa de concreto vertical, em forma de berimbau, onde está aplicada efígie circular em bronze. A base é baixa triangular, também em concreto, e nela está aplicada placa de bronze, com inscrições alusivas ao homenageado”.

Leia mais informações na fonte abaixo...

Fonte: Portal Capoeira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...