sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Sistema de Graduação

Clique na imagem para ampliar
Acima temos uma ótima e resumida imagem demonstrando o sistema de graduação da ABADÁ-Capoeira. Por meio do sistema de graduação, este ensina que há diferentes níveis de conhecimento, todos importantes em suas peculiaridades.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

LIVRO - Fundamentos Básicos da Preparação Física na Capoeira

O Presente livro "FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PREPARAÇÃO FÍSICA NA CAPOEIRA", deriva-se de um conjunto de trabalhos pautados e pesquisas dentro da visão do Mestre Camisa, com foco e direcionamento nos ideais da Entidade ABADÁ-Capoeira.
Quando se evidencia a questão da Preparação Física na Capoeira visando o alto rendimento, observando-se que Mestre Camisa vem tratando o tema em questão com certo carinho, haja vista, que se torna evidente sua importância no desempenho do capoeirista num todo.
O Autor Luiz Eugênio Castanho de Almeida, professor da Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte-Capoeira, ABADÁ-Capoeira e professor de Educação Física conhecido no mundo da capoeira como Luiz Cavalo vêm através da presente obra, aflorar mais um elemento fundamental que é a preparação física na capoeira.
Num contexto geral procura-se investigar e explicar os processos de treinamento a médio e longo prazo no tocante ao processos bio-psico-sociais relacionando-os com a forma física da capoeira. Verifica-se, no entanto, que mesmo quando analisada dentro de um contexo multifatorial, que considera a existência de uma série de variáveis intrínsecas e extrínsecas interferindo direta ou indiretamente no rendimento do capoeirista.
Outro ponto importante que o autor procura enfatizar é o trabalho de periodização, sendo uma variável a ser analisada e implementada no dia a dia de um capoeirista.
Este novo modelo considera, de forma integrada as características do capoeirista a quem se destinam as particularidades da capoeira e os objetivos concretos que se pretende atingir de forma coerente e sensata, utilizando os conhecimentos científicos provenientes das diversas áreas envolvidas, buscando uma forma mais prática e efetiva, para explicar e predizer os fantásticos resultados alcançados em todo o processo de periodização.
A capoeira por si só já nos proporciona com suas riquezas de movimentos, simbologias, ritmos arte-luta, musicalidade, enfim, inúmeras capacidades físicas com recursos provindo de uma única arte "A ARTE QUE ENGLOBA VÁRIAS ARTES". Com isso fica visível todo o seu potencial que muitas vezes não é compreendido e consequentemente, usado de maneira errônea, comprometendo todo o seu potencial de desenvolvimento.
A Presente Obra Literária é um trabalho de pesquisa científica de aproximadamente quinze anos envolvendo todo o potencial adormecido da capoeira, com foco na preparação física e como se intitula, fica difícil um aprofundamento no assunto, haja vista que o tema em questão é muito abrangente e complexo, com isso fica em aberto e com expectativas de um aprofundamento no assunto em um futuro próximo.
O Livro "Fundamentos Básicos da Preparação Física na Capoeira", é um elemento importante para o capoeirista, mas espero que ao navegar nesse mundo mágico da preparação física na capoeira, almejo aos nobres leitores um entendimento básico e que sirva de inspiração e ferramenta para o aprofundamento de novas pesquisas na área em questão.
Para findar o primeiro passo nesse estudo, é preciso que o leitor compreenda que a Entidade ABADÁ-Capoeira, não é simplesmente uma fábrica de fazer capoeiristas, mas uma Instituição séria e comprometida em melhorar o mundo, começando pelos homens e consequentemente transformando as coisas do mundo.
Mestre Camisa idealizador e Presidente Fundador da ABADÁ-Capoeira, apregoa uma ideologia na qual o homem é da TERRA e não a terra do homem, sendo assim, é preciso cuidar da natureza, das crianças, dos animais e do mundo, pois se cuidarmos de tudo isso não precisaremos nos preocupar com o futuro.

Luiz Eugênio Castanho de Almeida
Professor da Abada - Capoeira

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

LIVRO - A Prática do Alongamento na Capoeira

Esta é uma obra eminentemente prática, pautada e pesquisada dentro da visão do Mestre Camisa, no qual sentindo a necessidade de um trabalho específico e direcionado ao capoeirista e com movimentos oriundos de capoeira, foi que se deu origem á essa obra literária.
"A PRÁTICA DO ALONGAMENTO NA CAPOEIRA", chega no momento exato para preencher uma lacuna e criar mais uma opção para o capoeirista.
A capoeira muitas vezes se prende aos movimentos convencionais, ficando dependente e limitada de suas próprias riquezas, atrapalhando assim o seu desenvolvimento natural.
Uma das preocupações do autor "Luiz Eugênio Castanho de Almeida", professor da ABADÁ-Capoeira, "Luiz Cavalo", foi a linguagem simples e resumida com prioridades em informações visuais e objetivas.
Outro ponto fundamental foi a criação de um foco na especificidade da capoeira, utilizando um processo metodológico, didático e técnico, partindo de três movimentos básicos, provando o quanto a capoeira é riquíssima.
Tendo em vista que poderíamos explorar uma infinidade de movimentos, porém com apenas três básicos, foi possível abordar essa imensidão de variedades de posições.
Este livro é um instrumento valioso para todos os profissionais de capoeira por identificar e implantar mudanças positivas no contexto metodológico e didático da capoeira.
Vale ressaltar que todo o trabalho procura focar movimentos básicos, com isso possibilita fomentar e potencializar a todos, desde o iniciante até aos mais avançados, bastando apenas respeitar os limites e o biotipo de cada um.
O autor Luiz Eugênio Castanho de Almeida vem pesquisando aproximadamente dez anos, dentro dos fundamentos e do sistema da ABADÁ-Capoeira, "Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte-Capoeira".
Dentro da proposta do presente estudo, propõem-se atividades de aquecimento, alongamento, flexibilidade e a volta a calma, tudo dentro da especificidade da capoeira, priorizando a lapidação e o educativo do movimento básico.
Com o livro "A Prática do Alongamento na Capoeira", pretende-se inovar, recriar resgatar sem perder a essência da capoeira, sendo então mais um item importante que já possui, mas apenas mostrar a imensidão a percorrer, nos caminhos das pesquisas e de novos conhecimentos.
Enfim, um livro que não pode faltar na biblioteca dos amantes dessa arte maravilhosa chamada "CAPOEIRA", a arte que engloba várias artes.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Lutas Semelhantes


Na seção "TEXTOS" do site Rabo de Arraia encontrei esse interessante texto de leitura interessante...

Luta do Bode
Antigamente, existia uma luta estranha que se parecia com uma briga de bodes, onde os dois contendores, usavam somente a cabeça para atacar e derrubar os seus adversários, por isso ficando com o nome de dança do bode ou luta do bode, que sempre avia algum gravemente ferido nesses combates, pois ao tentar atacar o adversário, costumavam se chocarem cabeça com cabeça, havendo até mortes. Talvez por este motivo, esta luta pouco conhecida hoje, tenha se extinguido dez do século passado.

Bate coxa
Esta luta denominada de Bate Coxa, era praticada principalmente pelos negros de maior estatura, pois esta luta consistia em derrubar o adversário, com pancadas nas coxas. Estas pancadas eram dadas também na canela e não somente nas coxas, pois o objetivo principal, era de se provar quem era o mais forte, pois aquele que desistisse ou caísse, era o perdedor. Esta luta também era usada como uma espécie de aposta, onde entravam bebida, objetos de valor, dinheiro e algumas vezes até mulheres.

Batuque
Esta luta chamada de batuque, era praticada de duas formas. A primeira consistia de um negro mais forte ficar plantado dentro de uma roda, em quanto o outro tentava projeta-lo ao solo, com golpes desequilibrante. A Segunda forma, era tentar colocar o adversário a nocaute com golpes de perna ou projeções, também usando alguns golpes de braço. Esta luta tem uma grande semelhança com a capoeira regional, pois o pai do Mestre Bimba, era um grande batuqueiro, considerado como um campeão.

Bassula
Uma luta africana que consiste, em derrubar e imobilizar o adversário no solo, não havendo nem um tipo de golpe traumático, onde o lutador somente se vale de quedas e imobilizações no solo, sendo que o objetivo maior à derrubar e não imobilizar. Esta modalidade à mais praticada nos litorais africanos, pois na areia, o risco de acidentes mais graves, diminui consideravelmente. Esta luta foi muito pouco praticada no Brasil, talvez até morrido com os primeiros escravos africanos que chegaram nessas terras brasileiras. Esta luta segundo foi provavelmente criada em Luanda, capital de Angola.

Kamangula
Também uma luta africana, que consiste em aplicar somente golpes de braço e, com as mãos abertas. uma espécie de boxe com mãos abertas NíGolo. Esta luta também chamada de dança das zebras, à uma luta ritualística dos povos Bantus e Mucupis, onde quando uma jovem chegava na idade de se casar, geralmente entre os 12 e os 15 anos de idade, o pai da jovem escolhia os homens de mais posses da tribo (gado, terra etc.), para que provassem a sua valentia, provando assim, a capacidade de poder cuidar bem da futura esposa. Esta luta era feita da seguinte forma: os dois ou mais pretendentes, se combatiam (homem a homem), com cabeçadas e chutes com as mãos e pés no chão, sendo que o que caísse primeiro ou simplesmente desistisse da luta, o que nesse caso seria uma vergonha perante a tribo, perdia a luta, ficando a jovem com o campeão.

Quarupe
Luta de origem indígena do Xingu, onde na festa do Quarupe (que significa festa dos mortos), dois índios lutadores de duas tribos diferentes, se confrontam. Este confronto se consiste em projeções, perde o índio que for derrubado e, também perde-se pontos, quando o índio adversário consegue tocar a parte de traz do joelho do seu oponente.

Fonte: Rabo de Arraia

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Debate entre Mestres - Ouro Preto, 1987 (Parte 3)



Debate entre alguns dos diversos mestres presentes na 1a. Jornada Cultural de Capoeira, promovida pelo Mestre Macaco e o Grupo Ginga - Ouro Preto, 1987.

Debate between some of the mestres of the 1st. Capoeira Cultural Journey, promoted by Mestre Macaco and Grupo Ginga - Ouro Preto, Brazil, 1987.

Fonte: YouTube
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...